Resort Cabo Verde

Ilha do Sal

Ficha Técnica

Área do terreno
35.088m²
Área construída
26.447m²
Início
2016

Projeto

Escritório
Jacobsen Arquitetura
Equipe
Paulo Jacobsen, Bernardo Jacobsen, Edgar Murata, Marcelo Vessoni, Maya Leal de Nobrega, Marina Budib, Guilherme Pucci, Thauan Miquelin, Marcela Siniauskas, Pedro Ramos, Gustavo Borges
Interiores
Jacobsen Arquitetura
Equipe
Tatiana Kamogawa, Julia Navarro

Nosso proposta para o mais novo Hotel na Ilha do Sal foi desenvolvido por 4 conceitos básicos, que foram profundamente analisados e testados:

Todos os 240 quartos terão uma vista direta para o mar, o nível mais elevado à terreno fica em um cenário que não deve priorizar uma unidade em detrimento de qualquer outro. A recepção carrega uma posição central e, portanto, privilegiada, e sua perspectiva elevada fornece um impacto visual no momento da chegada do Hotel, proporcionando a visão do oceano pretendido. Restaurantes e bares são também de espírito para estabelecer a vista da praia generosa, se localizado ao nível do chão, à beira da piscina ou no topo do edifício. Ser recluso e privativo em relação a suas próprias unidades, mas também às empresas vizinhas também foram pilares relevantes para a concepção arquitetônica. Um recuo mínimo de 20 metros foi adotado para as fronteiras de lado e um intervalo de 70 metros entre edifícios cria um jardim central ligeiramente irregular, que direciona as vistas para o mar.

Considerando a circulação dos hóspedes e funcionários, nós adotamos um simplificado e ainda sistema funcional, tendo mente a clara disposição do espaço principalmente social e a eficiência da circulação de serviços, incluindo serviços de quartos e acesso às áreas comuns tais como restaurantes e bar.

Todos os quartos foram localizados em níveis elevados, aqueles divididos em dois blocos paralelos. Espaços sociais (frente da casa) configuraram o piso térreo, estabelecendo uma relação com as áreas de jardim e piscina. Funcionais e serviços de quartos (traseiras) pertencem ao piso inferior. Conexões verticais ocorrem em quatro pontos diferentes, distribuídos igualmente em referência a pegada de edifícios. Em cada um, contamos com escadarias sociais, elevadores, rotas de fuga e serviço.

Apesar do aspecto contemporâneo e complexo do volume, o design é baseado em um sistema estrutural modular e regular, permitindo a construção, portanto, fazendo uso concreto reforçado fabricado in loco, bem como o emprego de mão de obra local.

Piso térreo foi elevado do perfil natural do terreno, não só diminuindo as escavações e construção subterrânea, mas também, permitindo que o piso inferior se beneficiar de ventilação e iluminação natural. As fachadas serão compostas de enormes painéis industriais que devem funcionar tanto como elementos de partição entre quartos e elementos de proteção solar, enquanto enquadramento vista privilegiada do oceano.

Procuramos para conceder a monumentalidade e simbolismo para o projeto através de uma arquitetura topográfica que harmoniosamente fazem diálogos com o terreno original do Ilha da Pedra do Sal, elogiando a paisagem de montanhas. Ainda associando a beleza natural do local, o jardim é destinado de forma a reproduzir um verdadeiro oásis, com ele platôs de desnível delicado, cascatas, espelhos de água e abundante folhagem principalmente tropical.

Fachadas incluirão variados tons de madeira, além de jardins verticais, virados para a rua de acesso. Nossa proposta arquitetônica visa exclusivamente dissociar-se os edifícios circundantes, dando um aspecto arquitetônico inerente e tectônicos para encarnar um carácter equilibrado, camuflado como parte da paisagem magnífica.

Share:

Próximo projeto Residência AB