Paraty, RJ

Ficha Técnica

Área do terreno
2.000,00 m²
Área construída
1.200,00 m²
Conclusão
2003

Projeto

Arquitetura
Cláudio Bernardes & Jacobsen Arquitetura
Interiores
Cláudio Bernardes & Jacobsen Arquitetura
Iluminação
Studio iluz
Paisagismo
Isabel Duprat
Fotos
Leonardo Finotti
2001_residencia_an_2
2001_residencia_an_3
2001_residencia_an_5
2001_residencia_an_6
2001_residencia_an_6
2001_residencia_an_7

A ocupação deste amplo terreno simula a distribuição de uma vila, pulverizando ao máximo as áreas construídas. Os vários módulos da casa comunicam-se por passarelas de madeira sobre espelhos d’água, lâminas bem rasas que se conectam à piscina e, aprofundando-se, semi-cercam a sede – a maior construção do conjunto.

Central e aberto, com um grande vão sob o qual se reúnem todas as áreas de lazer, este módulo principal ergue-se metro e meio acima do nível do mar, para o qual se volta e se projeta. Também ele, de forma particular, tem os espaços desagregados, ligando-se, no entanto, por pérgulas e treliças de aço. A cozinha ocupa os fundos da sede. Os quartos e cômodos de serviço, autônomos, estão distribuídos por bangalôs menores.

Da base até o forro, os módulos são inteiramente feitos em aço e concreto – estrutura a partir da qual um extraordinário trabalho de marcenaria resultou na montagem dos telhados. Os plenos usos do metal e da madeira, independentes, dão um caráter híbrido – inusitado de instigante – ao projeto.

Embora não esteja numa ilha, só se chega a esta casa pelo mar, o que exigiu uma série de engenharias que estabelecessem sistemas eficientes – econômicos e ecológicos – de energia, água e esgoto.

2001_residencia_an_implantacao
2001_residencia_an_pavto_terreo
2001_residencia_an_vistas_cortes