Bragança Paulista, SP

Bragança Paulista, SP

Ficha Técnica

Área do terreno
4.080m²
Área construída
1600m²

Projeto

Arquitetura
Jacobsen Arquitetura
Equipe
Paulo Jacobsen, Bernardo Jacobsen, Edgar Murata, Marcelo Vessoni, Marcela Siniauskas, Fernanda Maeda, Frederico Sabella, Alan Cruciti, Marina Budib, Fabio Fridman, Daniel Arce, Bianca Pastore
Projeto de Interiores
Débora Aguiar Arquitetos
Projeto de Marcenaria
Jacobsen Arquitetura
Equipe de Marcenaria
Marcela Guerreiro, Gabriela Magano, Amanda Leal
Paisagismo
Cenário Paisagismo
Iluminação
Lightworks
Fotos
Leonardo Finotti

O partido projetual da Residência CL, projetada para um jovem casal, busca potencializar as magníficas vistas para o lago e reserva florestal, presentes no sítio de implantação. Dada essa condição particular do terreno, buscamos orientar a maior parte dos ambientes da casa para a paisagem deslumbrante. O terreno se situa em suave declive, no final de uma rua arborizada, contando com vizinhos em ambos os lados. Um dos principais desafios enfrentados pelo projeto foi encontrar o nível ideal para a implantação da residência: que se adequasse à topografia natural do terreno e, ao mesmo tempo, permitindo a visualização integral da lâmina d ́água do lago.

2021_residencia_780_01
2021_residencia_780_02
2021_residencia_780_03

A implantação do edifício em forma de “Y”, de caráter não ortogonal, buscou orientar as aberturas para a vista principal, garantindo, também, privacidade em relação às construções vizinhas, paralelas aos limites laterais do lote. A disposição do volume edificado no sítio priorizou a ocupação central do terreno, criando um grande jardim que desce suavemente em direção à cota de entrada, limitado pela piscina de borda infinita. A partir dessa solução, a própria construção conduz o indivíduo pelo desnível do terreno, criando um pavimento térreo na fachada de acesso que se desdobra num volume de dois pavimentos na porção interna do lote, voltado para o jardim principal.

2021_residencia_780_04

A abordagem projetual adotada para este projeto prioriza, ao máximo, a integração entre interiores e exteriores. A criação de áreas de estar conectadas ao ambiente e o fechamento da residência com planos de vidro deslizantes e transparentes são estratégias que contribuem para ressignificar continuamente os conceitos de “dentro” e “fora”. Outra solução arquitetônica que merece destaque foi o acentuado prolongamento dos beirais nos pavimentos superior e inferior. A notável inclinação desses elementos para cima alude à arquitetura tradicional japonesa, contribuindo para acentuar a sensação de leveza conferida ao edifício. Além de contribuírem para a proteção das fachadas em relação à incidência de luz solar direta; os beirais ainda aumentam a sensação de privacidade e atuam no sentido de prolongar os espaços interiores em direção ao exterior.

2021_residencia_780_05
2021_residencia_780_06A
2021_residencia_780_06B

A entrada da residência ocorre pelo andar superior. O hall de acesso principal separa os dormitórios da família da área de hóspedes. Descendo por uma escada espiralada, é possível acessar a área social da residência, onde estão implantadas as salas de estar e o home theatre, de um lado; a cozinha, a sala de jantar e a varanda, de outro. Sob esse aspecto, a escada se apresenta como o principal elemento arquitetônico responsável pela setorização do projeto, para o qual convergem todas as áreas da casa. No andar inferior, foi instalado o SPA privativo dos moradores, alinhado com o vazio da piscina, de modo a integrar-se à extensão do plano do jardim no pavimento térreo.

2021_residencia_780_07A
2021_residencia_780_07B
2021_residencia_780_08
2021_residencia_780_09A
2021_residencia_780_09B

A paleta de materiais escolhidos para a Residência CL busca a integração contextual com o lugar, priorizando o contraste intencional entre cores e texturas, além de evidenciar aspectos da distribuição programática do edifício. Com efeito, destaca-se a aplicação da chamada pedra bolão nas paredes, de granito nos pisos sociais e de pedra verde vulcânica nas áreas da piscina. Nos forros, utilizamos madeira freijó e, nos pisos dos dormitórios, madeira carvalho. Para os painéis da fachada, aplicou-se a tradicional técnica japonesa da madeira carbonizada, combinando um modo de produção artesanal à linguagem estética contemporânea buscada para o projeto.

2021_residencia_780_10
4-780-corte1
5-780-corte2
2-780-pav-terreo
3-780-subsolo
2-780-pav-inferior
1-780-implantacao