Residência JN

Itaipava, RJ

Ficha Técnica

Área do terreno
503.471,42 m²
Área construída
2.744,56 m²
Conclusão
2011

Projeto

Arquitetura
Bernardes + Jacobsen Arquitetura
Equipe
Cláudia Maltese, Edgar Murata, Gabriel Bocchile, Luciana Viveiros, Ricardo Castello Branco
Interiores
Bernardes + Jacobsen Arquitetura (Eza Viegas)
Equipe
Isabel Benoliel
Iluminação
Studio iluz
Paisagismo
Burle Marx, Fernando Chacel
Fotos
Leonardo Finotti

Situado na serra de Petrópolis, à uma hora e meia do Rio de Janeiro, este foi o cenário escolhido por um casal carioca para passar seus finais de semana e férias junto a seus filhos e amigos.

Por a casa estar sempre cheia e as visitas freqüentes foi necessário um programa pensado cuidadosamente para constituir um perfeito centro de bem estar e lazer.

Uma postura topográfica foi desenvolvida para esculpir o terreno e integrar a arquitetura à natureza, muitas vezes os elementos que constituem a casa foram escondidos nos desníveis naturais do sítio, sendo assim, há uma mimetização com o terreno. Assim, a construção ficou distribuida no terreno, sendo basicamente térrea e dotada de blocos independentes uns dos outros. Estruturas de concreto e lajes jardins se ligam à topografia e outras se destacam sutilmente através de uma malha de madeira na paisagem, criada através de uma sucessão de pórticos estruturais. Este sistema construtivo foi concebido através de um longo trabalho de pesquisa junto a calculistas especializados em madeira laminada, com objetivo de se criar uma estética nova, transferindo outras funções arquitetônicas aos elementos estruturais. As peças de madeira verticais se transformam em brises – pórticos – para proteção visual e conforto térmico e as horizontais em forro da cobertura.

O acesso a casa se dá através de um caminho de paralelepípedos que leva a um volume em balanço. Este cria um pórtico de chegada com uma deslumbrante vista de uma montanha de pedra ao fundo.

A partir de um núcleo central – onde está a casa principal – foram implantados no terreno o SPA ligado a piscina, a casa dos filhos, o pavilhão de lazer com quadra de tênis e mais distante a casa dos empregados. A casa principal possui planta linear com um apêndice, sala. No térreo desta construção estão as salas de estar e jantar, lavabo, cozinha, despensa, quatro suítes de hóspedes e uma varanda. Esta última se vira para a piscina e SPA. As suítes de hóspedes possuem o fechamento com painéis ripados pivotantes. Na parte inferior, está garagem, escritório, lavabo, áreas de serviço e home theater.

A paixão por música, cinema, vinhos e arte é denunciada pelo belo piano de calda, pela tecnologia de ponta, pela adega completa e coleção de obras de arte. Espalhadas pela casa estão composições de Jose Bechara, Miguel Rio Branco, Nelson Lerner e Daniel Senise. A decoração é marcada por poucos, mas preciosos móveis e objetos, estes foram escolhidos a dedo.

A casa dos filhos, onde há certa independência em relação à casa principal, é composta por quatro quartos com banheiro integrado divididos por uma sala central e uma cozinha gourmet.

Do pavilhão de tênis, é possível ver um muro de pedras, que gera privacidade, onde estão escondidas as áreas de apoio: cozinha gourmet, banheiro, depósito e despensa. A área gourmet é coberta por estrutura de madeira apoiada em finos pilares metálicos circulares.

As lajes jardim formam a cobertura de alguns blocos da casa, sendo assim, o conforto interno é mantido para os freqüentadores. A lareira e os jardins internos ajudam a regular a temperatura. A presença de grandes painéis de vidro e clarabóias permite a entrada de luz natural.

A casa gera sensações diferentes dependendo da luminosidade. De dia os pórticos criam um jogo de luz e sombra estimulante e de noite a luz torna o ambiente acolhedor.

Share:

Próximo projeto Infoglobo