Residência OS

São Paulo, SP

Ficha Técnica

Área Total
3670 m²
Área Construída
1200 m²
Conclusão
2016

Projeto

Arquitetura
Jacobsen Arquitetura
Equipe
Paulo Jacobsen, Bernardo Jacobsen, Edgar Murata, Marcelo Vessoni, Francisco Rugeroni, Luiz Martinelli, Tatiana Kamogawa, Thauan Miquelin, Maya Nobrega, Mariana Ferretti
Paisagismo
Isabel Duprat
Iluminação
Lightworks
Instalações Elétricas e Hidráulicas
Zamaro
Estrutura em Madeira
Ita Construtora
Estrutura Metálica
Ycon
Construção
MFC Engenharia
Fotos
fernando guerra | fg+sg

Adotamos a cota mais elevada do terreno para criar um grande plano, onde teríamos maior amplitude visual e menor interferência em relação às construções próximas. Assim poderíamos dispor livremente a arquitetura, o jardim e a piscina.

Na área disponível no nível inferior, resultante do declive do terreno, encaixamos uma grande sala de crianças, além de toda área de serviço com acesso direto ao jardim inferior no recuo do lote, além de toda infraestrutura técnica da casa.

O programa social e íntimo foi dividido em dois núcleos independentes da mesma largura, e paralelos, mas dispostos desalinhados. A ligação entre eles é feita por espaço de circulação sobre um espelho d’água, que também faz a função de hall de entrada.

O núcleo locado junto ao acesso é ocupado por salas de estar e jantar integradas, cozinha, sala de televisão e SPA. Esses ambientes se abrem para uma varanda continua, que os orienta para a melhor vista, além de protegê-los do sol da tarde. Conectado a essa varanda está locada a piscina e solário, tirando partido da boa insolação e também atuando como obstáculo visual entre a casa e a rua.

O segundo núcleo, locado nos fundos do lote, é ocupado por suítes da família e de hóspedes. Esses cômodos estão orientados para o sol nascente possuem extensa varanda coberta que atua como beiral para as aberturas.

A estrutura em madeira laminada que desenvolvemos para esse projeto foi uma evolução da conceito estrutural desenvolvido para a Casa JN, que apresenta uma sucessão de pórticos, como traves de futebol, afastados 40cm entre si.

Desta vez, também utilizamos a sucessão de peças em madeira laminada, porém eliminamos uma das peças que tocam o chão, apoiando o elemento horizontal em uma peça metálica recuada. Assim, criamos varandas cobertas e abertas para as principais vistas da paisagem. No lado oposto, onde estão dispostas as circulações, temos o sistema estrutural funcionando como brises de fechamento da edificação.

Share:

Próximo projeto Residência RLW