Itaúna

Ficha Técnica

Área do terreno
26.650m²
Área construída
1.250m²

Projeto

Arquitetura
Jacobsen Arquitetura
Projeto de interiores
Jacobsen Arquitetura
Equipe
Paulo Jacobsen, Bernardo Jacobsen, Edgar Murata, Marcelo Vessoni, Christian Rojas, Daniel Arce, Fábio Fridman
Paisagismo
Rodrigo Oliveira
Iluminação
Foco
Fotos
Fernando Guerra FG+SG
2020_residencia_rn_02
2020_residencia_rn_03

A residência RN foi projetada para um casal, seus filhos e netos passarem finais de semana e férias à beira de uma grande represa, num aprazível local onde se destacam as possibilidades de integração entre a arquitetura e a natureza.

A partir das visitas iniciais ao local de projeto, identificamos as potencialidades cênicas da grande represa que dominava a paisagem. De modo a aproveitar as inúmeras opções de divertimento náutico presentes no local, erguiam-se várias casas de veraneio nas cercanias da represa. Em geral, essas casas estavam situadas o mais próximo possível da linha d´água. No próprio terreno da família, já havia uma casa implantada em localização muito próxima às margens da represa.

2020_residencia_rn_04
2020_residencia_rn_05

A análise do local nos permitiu identificar os princípios que norteariam o desenvolvimento do projeto. Chamava a atenção uma frondosa árvore nativa, da espécie Vinhático, que estava localizada aos fundos da casa existente. Percebemos, inclusive, que a vista da represa era mais ampla e desobstruída a partir de um ponto de vista mais elevado e recuado em relação à água, devido à suave declividade da topografia.

Dessa maneira, o projeto foi desenvolvido em torno da árvore, de modo a criar uma grande área plana e ajardinada, definida pelo nível das raízes. A planta térrea, que assume contornos assimétricos,
enquadra o pátio, delimitado lateralmente por salas e varandas e, aos fundos, por dormitórios. Assim,
todos os ambientes da residência foram dotados de ampla vista para a área externa.

Outro elemento importante foi a criação de um deck de madeira sob a copa do Vinhático, com o objetivo de conectar a casa ao jardim de forma natural.

2020_residencia_rn_06

Nas outras extremidades da residência, estão situadas as áreas de serviço, orientadas lateralmente, o acesso coberto de carros. Nesse local, portas pivotantes abrem completamente o hall de entrada, onde um “jardim” de pedras de minério de ferro lembra a vocação produtiva região, buscando estabelecer conexões com a especificidades da região.

rn_planta_01
rn_planta_02
rn_planta_03
rn_planta_04
rn_planta_05
2020_residencia_rn_07
2020_residencia_rn_08

Seguindo esse raciocínio, buscamos utilizar materiais de acabamento que remetessem à tipologia da “casa de fazenda” brasileira. Nesse sentido, o granito aparece tanto nos muros de pedra, como no piso das áreas sociais. Optamos, também, pelo uso da madeira freijó, aplicada no forro e nos painéis vazados dos dormitórios.

2020_residencia_rn_09
2020_residencia_rn_10

A madeira assume protagonismo para o desenvolvimento do projeto, permitindo a configuração de um conceito espacial contemporâneo. Propiciando a integração das áreas externas e internas, o uso da madeira foi articulado à criação de espaços dotados de luz natural filtrada, além de contribuir com a exibição de importantes peças de arte e do próprio mobiliário interno da residência.

2020_residencia_rn_11
2020_residencia_rn_12