Ilha Bela, SP

Ficha Técnica

Área do terreno
6.000,00 m²
Área construída
900,00 m²
Conclusão
2002

Projeto

Arquitetura
Cláudio Bernardes & Jacobsen Arquitetura
Arquiteto Coordenador
Andrés Galvez
Iluminação
Lightworks
Paisagismo
Isabel Duprat
Fotos
MCA Studio, Tuca Reinés
2000_residencia_gb_2
2000_residencia_gb_3
2000_residencia_gb_4
2000_residencia_gb_5

Concebido para um grande jardim, o projeto decorreu de um especial diálogo entre arquiteto e paisagista – diálogo do qual todo o seu desenvolvimento é conseqüência, como se nota nos extensos vazios da planta baixa, pátios internos que formam pequenas baías de jardim e se insinuam para o interior da construção.

Esta casa é um profundo exercício com a madeira e, ao mesmo tempo, uma homenagem a ela. Os diferentes madeiramentos, por exemplo, guardam uma proporção matemática entre si e sugerem um ritmo de percepção imediata e agradável. Vários módulos de telhado conectam-se por meio de grandes pérgulas de fibra de vidro – filtros para a luz natural que, ao mesmo tempo em que se abre para a luminosidade, a composição quase gráfica desta cobertura interfere decisivamente na madeira como o exterior se imprime no chão.

Erguida numa elevação artificial do terreno, a casa é voltada para o mar. Construída sobre a base de cimento, possui um só pavimento, embora a ascensão do pé-direito das salas sugira, de fora, a existência de outros níveis, a entrada é um grande engawa, espécie de chave para a compreensão do conjunto, de onde se tem visão irrestrita dos espaços. É também para onde conflui toda a chuva captada pelo telhado, o que resulta numa queda-d’água central, cercada por um banco de madeira quadrado. As luminárias, criadas especialmente para este projeto, são em cobre envelhecido.

2000_residencia_gb_implantacao
2000_residencia_gb_pavto_terreo
2000_residencia_gb_pavto_superior
2000_residencia_gb_corte_elevacao