Búzios, RJ

Ficha Técnica

Área do terreno
39.000,00 m²
Área construída
4.900,00 m²
Conclusão
2008

Projeto

Arquitetura
Bernardes + Jacobsen Arquitetura
Equipe
Edgar Murata, Frederico Escobar Sabella, Márcia Santoro
Interiores
Toninho Noronha Arquitetura
Iluminação
Maneco Quinderé
Paisagismo
Fernando Chacel
Fotos
Leonardo Finotti
2006_residencia_rw_2
2006_residencia_rw_3
2006_residencia_rw_4
2006_residencia_rw_5

De início, o cliente nos procurou com a solicitação de um programa que se dividia em três casas independentes, um para cada filho e outra para o casal. Ao analisar as necessidades e expectativas da família, constatou-se que a melhor opção seria agrupar tudo em uma só edificação, onde os pavilhões conectam-se através das áreas sociais. O extenso programa foi distribuído por um terreno de frente a praia explorando a horizontalidade e a setorização.

2006_residencia_rw_6
2006_residencia_rw_23

Sem obstrução da vista, já que a casa conta apenas com o segundo pavimento nas áreas das suítes principais, a privacidade é mantida pela própria implantação.

A planta baixa como um “H” setoriza a casa em três diferentes eixos. No primeiro eixo, as suítes são distribuídas ao longo deste e intercaladas por áreas de jardins conectados aos banhos, levando o terreno externo para dentro da casa.

2006_residencia_rw_24
2006_residencia_rw_21
2006_residencia_rw_19
2006_residencia_rw_22

No segundo eixo se localiza o bloco central, responsável por interligar as circulações da casa; além de abrigar a sala de estar com o pé direito duplo de aproximadamente 6,00 metros de altura e esquadrias de madeira e vidro permitindo a vista do jardim interno e praia. O fechamento de vidro acima das alvenarias laterais leva a iluminação natural que passa entre os barrotes estruturais para dentro do ambiente.

O terceiro eixo é voltado ao lazer. A piscina marca a transição entre a circulação social e varanda gourmet, inicialmente com um lago de pedras e então com a piscina sombreada em função da amarração estrutural dos beirais.

2006_residencia_rw_18
2006_residencia_rw_17
2006_residencia_rw_14
2006_residencia_rw_12

A preocupação com o uso certificado das madeiras gerou o conceito estrutural adotado. A estrutura é toda de madeira eucalipto de reflorestamento laminada sem revestimentos em vigas e barroteamentos. Por ter ambientes e corredores abertos, a casa é bem ventilada e iluminada.

O uso de painéis ripados de madeira foi um partido para controlar a insolação e conceito estético para a casa, adequando a construção ao clima tropical da região. Esta solução diferencia as circulações externas e também íntimas, já que o painel protege e dá privacidade ao acesso às suítes.

2006_residencia_rw_8
2006_residencia_rw_16
2006_residencia_rw_20
2006_residencia_rw_15

A uniformidade dos materiais interliga todos os ambientes da casa, que apesar de extensa, é visualmente leve por estar solta 50 cm do terreno. Este detalhe é um recurso de projeto que cria extensos bancos ao longo das circulações.

O projeto de paisagismo preservou as vegetações nativas da região e criou percursos em toda a extensão do terreno conectando os diferentes setores da casa.

2006_residencia_rw_9
2006_residencia_rw_implantacao
2006_residencia_rw_plantas_terreo
2006_residencia_rw_plantas_superior
2006_residencia_rw_cortes